Projeto "Redação em foco"

Alun1: Marina Fadul Neves do Couto
Professora Responsável: Antônia Loureiro
Turma: 1º Ano - 01 - Ensino Médio

Título: A má distribuição de água no Brasil

É incontrovertível que o Brasil, atualmente, venha sofrendo consequências marcantes, relacionadas à distribuição de água, que pode ser considerada desigual e irregular. Sabemos que nosso planeta possui cerca de um terço de terra e dois terços de água, e é inquestionável o fato de tal substância ser essencial para a sobrevivência humana. O grande empecilho da sociedade é seu desperdício e seu consumo inconsciente.

Apesar de possuirmos uma grande quantidade de água no planeta, boa parte desta é proveniente dos oceanos, ou seja, é salgada e imprópria para o consumo. Ademais, 12% da reserva de água doce é contida em território brasileiro. Entretanto, há de se considerar a distribuição desigual desse recurso, uma vez que várias regiões sofrem com a escassez.

Tal impasse é proveniente do desperdício e do uso irracional da água, que pode ocasionar em diversos problemas ambientais. Haja vista que há regiões pouco povoadas que detêm uma maior concentração desse recurso, é de fundamental importância saber usufruí-lo, e não ostentar sua abundância. Contudo, a realidade brasileira, infelizmente, ainda é a escassez hídrica, o que pode gerar prejuízos, futuramente.
Desse modo, são necessárias ações a serem implantadas, para resolver o impasse. O Ministério do Meio Ambiente, em associação com a Companhia de Saneamento estadual, deve promover a construção de aquedutos que irão conduzir água de regiões abundantes para regiões insuficientes. Com isso, haverá uma distribuição mais equilibrada e igualitária e, com a redução do desperdício, podemos converter o quadro atual de escassez hídrica em um cenário de riqueza desse bem tão precioso.