Projeto "Redação em foco"

Aluna: João Lucas S. Santana
Professora Responsável: Antônia Loureiro
Turma: 9º Ano - 01 - Ensino Fundamental

Título: Robô, “roubando” nossos trabalhos?

Há mais ou menos cinqüenta anos, a humanidade começou a investir em estudos relacionados à robótica, e criou máquinas capazes de satisfazê-la, os robôs. Essas máquinas possuem como propósito fazer atividades e agir como humanos, mas será mesmo que podemos deixá-los substituir a raça humana? Isso é o que veremos.

Graças à ajuda dos robôs, muitas empresas foram capazes de lucrar mais, já que eles capacitaram o aumento dos bens de produção, devido ao fato de, diferente de nós, não se cansarem. O que ocasionalmente pode provocar o desemprego estrutural, pois, além da questão de não cansaço dos robôs, os próprios não precisam de salário em dinheiro, o que acaba os tornando a preferência dos empresários, que buscam a redução de gastos. E isso se considerarmos apenas simples robôs do presente, pois, no futuro, pode ocorrer dessas máquinas ficarem independentemente inteligentes e desenvolvidas, podendo até mesmo criar empresas próprias e sobrepujarem a humanidade.

Sendo assim, eu asseguro que os robôs devam somente ser criados como auxiliares dos humanos, e que não se deve desenvolvê-los intensamente, já que não se sabe se eles dominarão a humanidade, graças ao intelecto recebido durante atualizações. Afinal, quem gostaria de ser escravizado pela própria criação?